NOTÍCIAS & EVENTOS

6 de agosto de 2021 / Por / 0 Comentário

Manutenção de sprinklers: 3 dicas para o seu sistema durar mais tempo

A manutenção de sprinklers é indispensável para garantir a sua eficiência e funcionalidade. Aqui, separamos 3 dicas para seu sistema durar mais tempo. Confira!

manutenção de sprinklers

O sistema de chuveiros automáticos é conhecido por sua eficiência no combate a incêndios. Tanto que de acordo com um estudo de Hall Júnior, para a National Fire Protection Association (NFPA), esses dispositivos funcionaram com competência em 91% dos grandes incêndios em edificações estadunidenses. Porém, mesmo assim, é preciso ter atenção quanto à manutenção de sprinklers.

Com esses cuidados, a rede terá mais durabilidade e garantia de seu desempenho. Afinal, essa rotina permite identificar com antecedência problemas que possam impactar o seu funcionamento.

Para que você possa cuidar ainda mais dos seus sprinklers e, assim, assegurar seu patrimônio e as vidas que nele circulam, criamos este artigo. Continue a leitura e confira 3 dicas que farão o seu sistema durar mais tempo.

3 dicas para o seu sistema durar mais

A manutenção de sprinklers é muito importante para prevenir falhas no funcionamento, além de promover uma longa vida útil do dispositivo. Isso garante sua segurança e boa performance. Constantemente, deve ser realizada uma inspeção interna completa, mas essa rotina de cuidados começa antes mesmo da sua instalação.

No momento de criar um projeto e comprar os dispositivos, é essencial ter: adquirir somente aqueles que possuem certificação reconhecida. Esses proporcionarão mais segurança às suas edificações.

Mas a atenção não para por aí! Por isso, separamos mais 3 recomendações para a manutenção dos seus sprinklers. Confira!

1. Tudo começa na instalação

Como mencionamos, a manutenção de sprinklers começam nessa etapa. Caso ela seja feita de forma inadequada, poderá comprometer todo o funcionamento dos chuveiros automáticos e, consequentemente, a segurança de patrimônio e vidas.

Palestra: A qualidade oculta do Sprinkler certificado

Para isso, é preciso seguir as orientações do fabricante, as especificações do projeto executivo e os requisitos mínimos da Norma Técnica Brasileira de projeto e instalação, além das normas técnicas nacionais e internacionais. Igualmente, necessita estar de acordo com as diretrizes das autoridades locais e instruções do Corpo de Bombeiros de cada estado.

Ainda, é imprescindível que a instalação seja realizada levando em conta outras dicas. Tais como:

  • usar tração mecânica apenas na parte sextavadado corpo do chuveiro automático, que é onde há o encaixe da chave de aperto;
  • utilizar ferramentas adequadas, afinal, cada modelo de sprinkler tem uma chave de aperto própria para sua instalação;
  • nunca instale com a tubulação ao nível do chão ou desmontada ━ somente com ela já montada;
  • não utilize chave de engenheiro, conhecida, também, como chave grifo ou inglesa;
  • utilize o material correto de vedação da rosca;
  • conte com a ajuda de um profissional.

2. Atenção à limpeza e conservação

A manutenção de sprinkler também diz respeito à limpeza e conservação. A ABNT NBR 10897:2020 ━ Sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos — Requisitos, em seu Anexo C, item 3, diz que:

C.3.1.1 Os chuveiros automáticos devem estar livres de corrosão, materiais estranhos, tinta e danos físicos, e devem estar instalados de acordo com a posição adequada (para cima, pendentes ou em parede lateral). Qualquer chuveiro deve ser substituído se estiver pintado, corroído, danificado, operado ou em posição imprópria.

C.3.1.2 Obstruções à descarga de água devem ser corrigidas imediatamente.

C.3.1.3 O estoque de chuveiros automáticos sobressalentes deve ser inspecionado anualmente quanto à quantidade e tipos de chuveiros automáticos.

Assim, os chuveiros automáticos não devem ser limpos com sabão, água, amônia e nem qualquer outro fluido. A poeira que fica acumulada deve ser retirada com uma aspiração suave ou com escova macia.

Quando há materiais como tinta, sujeira, gordura e até pó, depositados sob a superfície dos bulbos ou liga fusível, poderá haver impacto negativo no seu funcionamento. Nesses casos, é sempre recomendado ter uma avaliação com um profissional para saber se somente a limpeza resolve. Caso não, a substituição é a melhor prática de manutenção de sprinkler indicada para evitar falhas.

3. Tenha uma rotina de cuidados

Não há procedimentos propriamente ditos para a manutenção de sprinklers, porque eles são dispositivos prontos para uso e sem partes móveis. Por isso, é importante seguir as dicas que citamos acima.

Mas é indispensável dar atenção aos demais componentes do sistema, sempre seguindo as recomendações e normas. Como é o caso da NFPA 20 e NFPA 25 ━  que é a base da ABNT.  Você pode contar também com as instruções contidas no Manual de Inspeção, testes e manutenção para sistemas de sprinklers (ITM), distribuído gratuitamente pela ABSPk.  Também, contar com empresas de especialistas em cuidados e manutenção é a opção mais indicada. Procure por aquelas que estão vinculadas à Associação Brasileira de Sprinklers (ABSpk).

No artigo de hoje, você conheceu 3 dicas de manutenção de sprinklers. Não se esqueça de aplicá-las. Para entender mais sobre o assunto, recomendamos a leitura: Como instalar corretamente um sprinkler: procedimentos para reduzir falhas e riscos. E continue acompanhando nosso site regularmente para manter-se informado.

eBook: Sprinklers: O guia essencial

Compartilhe:

Deixe um comentário

BNDES
ABSpk
Reliable
ABNT
FM
UL
Assine nossa Newsletter:
×