NOTÍCIAS & EVENTOS

18 de março de 2020 / Por / 6 Comentários

Aplicação em teto inclinado – conceito geral

Tema 10: Neste artigo abordaremos algumas considerações gerais sobre os sistemas de sprinklers. Este artigo é parte de uma coletânea de 27 Temas, organizados em perguntas e respostas, elaborados pela Skop em parceria com a Ipê Consultoria.

Aplicação em teto inclinado - conceito geral

As observações contidas neste documento são registros de atendimentos técnicos pontuais ocorridos ao longo dos últimos anos. Em boa parte dos temas, não esgotam suficientemente os assuntos, sendo necessário recorrer às Normas e demais literaturas disponíveis; contudo, esta compilação constitui um acervo considerável de situações do cotidiano do projetista e demais profissionais do ramo de proteção contra incêndio por sprinklers. Este foi material foi organizado com a intenção de compartilhar experiências e colaborar com os trabalhos técnicos desenvolvidos pelos leitores.

34)Qual a inclinação máxima de telhados para a instalação de sprinklers tipo em pé e pendente de cobertura padrão e estendida, laterais de cobertura padrão, de controle de aplicação específica (CCAE) e de resposta rápida e supressão antecipada (ESFR)?

A inclinação máxima é de 16,7% e isto equivale a 9,5º. Este valor é indicado nos seguintes requisitos da Norma Brasileira ABNT NBR10897:2014: 3.14, 7.2.3, 7.9.1.1, 7.9.2.1, 7.9.3 e 7.9.4.

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR: O requisito 8.4.6.2 da NFPA13 indica que, para a instalação de “sprinklers” ESFR, o telhado deve ter a elevação máxima de 2” para cada seção de 12” e isto corresponde ao valor de 16,7% de uma medida em relação a outra. Aplicando a relação trigonométrica da tangente do ângulo (Tg=Cat.Oposto/Cat.Adjac), será possível determinar que o ângulo cuja tangente é 0,1667 é de aproximadamente 9,5°. Ou seja, os dois valores, 16,7% e 9,5°, são correspondentes e estão corretos quando a intenção é indicar a inclinação máxima para instalação de “sprinklers” ESFR em tetos em declive. Isto é premissa básica de qualquer sistema ESFR independente do fabricante.

 

 

Conteúdo produzido em parceria com Ipê Fire Protection Consultoria
Site: http://www.ipeconsultoria.com.br
E-mail: projetos@ipeconsultoria.com.br

eBook: Sprinklers: O guia essencial
Compartilhe:

6 Comentários

  • luis disse:

    muito bons artigos referenciam aos profissionais de forma objetiva e prática

    • Braulio Viana disse:

      Olá Luis.
      Obrigado. Esperamos disponibilizar, cada vez mais, materiais relevantes para o nosso setor.
      Pedimos que continue interagindo conosco.
      Forte abraço!

  • Francisco Lopes Melão disse:

    Bom dia. Ótimo material
    Parabéns

  • WALTER MAYER disse:

    Bom dia
    Estou fazendo um projeto se prevenção em Silos de Grãos, onde já calculei os SPK dos Túneis e esteiras superior a 12 metros de altura, temos um deposito de defensivo de 480m² e pela norma só posso estocar 2.000lts de defensivos, mais posso instalar instalar o sistema de SPK e se tornar ilimitado, sem quantidade,a altura do teto é de 9,80, eu nunca trabalhei com os bicos com os bicos de cobertura estendida, poderia me ajudar?

    • Braulio Viana disse:

      Olá Walter.
      Como não é um assunto do nosso dia a dia, para respondê-lo, recorremos a um de nossos parceiros. Seguem as considerações que recebemos:
      É necessário estudar o caso específico. Basicamente, o caminho das pedras é o seguinte:
      1 – Verificar o tipo de estocagem – Empilhado em sacos, empilhado no chão, em porta paletes ou outros;
      2 – Verificar se tratar de um produto perigoso e se há alguma norma específica da NFPA para a proteção;
      3 – Se não existir, provavelmente o produto é classe I, II ou III;
      4 – Proteger com base na norma adequada.
      Esperamos que essas orientações iniciais te ajudem a dar sequência ao seu projeto. Continuaremos à disposição.

Deixe um comentário

BNDES
ABSpk
Reliable
ABNT
FM
UL
Assine nossa Newsletter:
×