NOTÍCIAS & EVENTOS

9 de março de 2020 / Por / 0 Comentário

Aplicação de sprinklers k25 em depósito de armazenamento com tubos em grelha

Tema 19: Neste artigo abordaremos algumas considerações gerais sobre os sistemas de sprinklers. Este artigo é parte de uma coletânea de 27 Temas, organizados em perguntas e respostas, elaborados pela Skop em parceria com a Ipê Consultoria.

Aplicação de sprinklers k25 em depósito de armazenamento com tubos em grelha

As observações contidas neste documento são registros de atendimentos técnicos pontuais ocorridos ao longo dos últimos anos. Em boa parte dos temas, não esgotam suficientemente os assuntos, sendo necessário recorrer às Normas e demais literaturas disponíveis; contudo, esta compilação constitui um acervo considerável de situações do cotidiano do projetista e demais profissionais do ramo de proteção contra incêndio por sprinklers. Este foi material foi organizado com a intenção de compartilhar experiências e colaborar com os trabalhos técnicos desenvolvidos pelos leitores.

43)Projeto de galpão de armazenamento com tubulação em grelha. O cálculo foi feito considerando vazão no primeiro chuveiro de 100 L/min (arredondamento para o cálculo de: densidade (12,1) x área de cada chuveiro (9,3) e pressão de 150 kPa). Inicialmente foi especificado o sprinkler K25.2 Cobertura Estendida, que, no item “Design Criteria for UL and cUL” do seu catálogo fala exatamente para fazer esse cálculo. A dúvida está em especificar este sprinkler e o mesmo “entregar” uma vazão maior do que a calculada e exigir uma pressão maior que a calculada. Os cálculos do projeto foram realizados com base na NFPA 13 e na IT:24 de São Paulo. O que fazer neste caso?

Resposta do especialista:
– Atenção, depósito não é coberto pela NBR 10897 conforme item 4.4;
– Densidade de 12,1mm veio de onde?
– Se é depósito, a área máxima permitida por um bico padrão é de 9,3m², nesta situação a vazão mínima seria 112 L/min
– Só é possível realizar o cálculo de sistema em GRID sem auxílio de computador, através de cálculo numérico por Hardy Cross aplicada a redes hidráulicas (Equações de Newton Rapson), porém para isto, o projetista gastará aproximadamente um mês fazendo os cálculos manualmente;
– Bico de cobertura estendida deve ser adotado se a norma permitir o seu uso. É necessário verificar nos critérios adotados para o depósito, se este bico se aplica e em quais condições o mesmo deve ser aplicado (NFPA 13);
– Supondo que seja área/densidade e a norma permita, a vazão tem que ser no mínimo a densidade x área de cobertura do bico. CUIDADO, bicos de cobertura estendida costumam ter que trabalhar com pressões mínimas e a área de operação não é retangular e sim quadrada consumindo muito mais água (ver item 8.6.1.2 da NFPA 13:2019). Este bico é excelente, porém é necessário aplica-lo com os critérios corretos. (Leia o catálogo do bico para os critérios da UL);

É possível que o projeto, como está, possua os seguintes equívocos:
– Adoção de critério errado (só depósitos muito baixos dão densidades de 12,1mm);
– Cálculo equivocado da rede em formato de grelha

 

Conteúdo produzido em parceria com Ipê Fire Protection Consultoria
Site: http://www.ipeconsultoria.com.br
E-mail: projetos@ipeconsultoria.com.br

Compartilhe:

Deixe um comentário

BNDES
ABSpk
Reliable
ABNT
FM
UL
Assine nossa Newsletter:
×