NOTÍCIAS & EVENTOS

4 de setembro de 2018 / Por / 0 Comentário

4 curiosidades sobre sprinklers que você precisa saber

Se você começar a se atentar aos sprinklers do ambiente que se encontra, perceberá que existem variações na cor da ampola (bulbo) de vidro e essa definição não é ao acaso; cada cor representa temperatura nominal aproximada, na qual o equipamento ativará o sistema de proteção contra incêndio.

4 curiosidades sobre sprinklers que você precisa saber

Caso você ainda não esteja ambientado com o termo, sprinkler é o dispositivo que aciona um dos principais sistemas de segurança contra incêndio das edificações, ou, como é conhecido em outros locais, são chamados de chuveiros automáticos contra incêndio. E por ser um sistema de grande relevância para empreendimentos, possui uma norma regulamentadora específica, a ABNT NBR 10897:2014, que aborda a proteção contra incêndio por chuveiro automático.

Neste post, separamos algumas curiosidades sobre este sistema de segurança contra incêndio, para que você se mantenha sempre antenado.

Tudo o que você ainda não sabia sobre sprinklers

Curiosidade #1 Você sabe onde devem ser instalados os sistemas de sprinklers?

Como citado no começo deste texto, a ABNT NBR 10897:2014 rege a elaboração de projetos e instalações que irão se utilizar de sprinklers. Porém, em cada estado do Brasil podem haver variações na. Por isso, é bom você ficar atento.

Como a recomendação de uso do sprinkler para cada estado é variável, as principais ocupações que demandam seu uso são:

  • Fábricas;
  • Indústrias;
  • Galpões de armazenamento;
  • Hotéis;
  • Edifícios comerciais como shoppings, escritórios;
  • Clubes (áreas de aglomeração de pessoas);
  • Entre outros.

E, como forma de mitigar ainda mais os riscos, a Norma Técnicadefinea classificação de risco de acordo com a ocupação, podendo ser:

  • Ocupações de risco leve;
  • Ocupações de risco ordinário 1;
  • Ocupações de risco ordinário 2;
  • Ocupações de risco especial.

Ou seja, conheça as legislações do seu estado e fique atento à Norma ABNT NBR 10897:2014, para que toda área que precise ser protegida, se mantenha protegida.

Curiosidade #2 Qual é a relação entre as cores dos bulbos dos sprinklers e a temperatura?

Se você começar a se atentar aos sprinklers do ambiente que se encontra, perceberá que existem variações na cor da ampola (bulbo) de vidro e essa definição não é ao acaso; cada cor representa temperatura nominal aproximada, na qual o equipamento ativará o sistema de proteção contra incêndio.

Toda essa ação é definida pelo bulbo de vidro, que é uma ampola termossensível, que é “destinado a liberar o obturador pelo efeito de elevação de temperatura, quando atingida a temperatura (nominal) de operação”, segundo a ABNT NBR 16400:2018. Veja na tabela abaixo, da ABNT NBR 10897:2014, as classificações das faixas de temperatura:

temperatura

As temperaturas nominais mais utilizadas no Brasil, são: 68º, 79ºC, 93ºC e 141ºC. Que, classificado por cores, temos:

bolbo cores

Curiosidade #3 Cuidado para não se enganar com os sprinklers de Resposta Rápida para Risco Leve

Já imaginou se o sprinkler que era para te proteger não cumprir com sua função? Por mais estranho que pareça isso pode acontecer. E para não comprar gato por lebre é preciso tomar bastante cuidado com o equipamento que você vai escolher. Temos a certeza de que você quer que seu sprinkler atue no tempo adequado, para proteger sua vida e patrimônio e justamente por este motivo é que o tempo de resposta deve ser escolhido corretamente.

Como em sua maior parcela, são instalados sprinklers de resposta rápida- aqueles que possuem bulbo de vidro com 3mm de diâmetro é preciso ter atenção, afinal, sprinklers de resposta rápida são os recomendados para ambientes classificados com grau de risco leve, que é a classificação de escritórios, por exemplo. Em boa parte dos estados, senão todos, o corpo de bombeiros não dá aceite final da instalação, caso esta recomendação não tenha sido seguida. Atenção na hora da especificação e da compra do sprinkler para ambientes de risco leve!!!

Por isso é tão importante optar por bons fornecedores, que atendam este requisito e forneçam equipamentos certificados.

Curiosidade #4 Como especificar um sprinkler resistente à corrosão?

Além de ele não derreter no meio do incêndio, é importante ter atenção às características de corrosão dos sprinklers. Em geral, para resistir aos efeitos da corrosão, o sprinkler precisa ter um revestimento especial (ex: PTFE), ou ainda, ser fabricado em aço inoxidável. A Norma de produto ABNT NBR 16400:2018, que define as especificações dos chuveiros automáticos para incêndios, exige que mesmo os sprinklers destinados a atmosferas normais (não corrosivas), passem por ensaios de resistência à corrosão; porém para os ambientes mais agressivos, definidos como atmosferas corrosivas, será necessário especificar um sprinkler especial que possua as características especiais de resistência à corrosão.

Atender a esta norma, garante que diante de um incêndio o sprinkler esteja apto a operar para combater ou conter as chamas.

Ficou ainda mais curioso? Acompanhe o nosso conteúdo e fique por dentro de todas as novidades!

eBook: Sprinklers: O guia essencial
Compartilhe: 0

Deixe um comentário

BNDES
Reliable
ABNT
ABSpk
FM
UL
Assine nossa Newsletter: