NOTÍCIAS & EVENTOS

25 de maio de 2021 / Por / 0 Comentário

Quais são os riscos de incêndio em home office?

Por conta da pandemia de Covid-19 e do isolamento social, aumentaram os riscos de incêndio em home office. Leia o artigo e saiba mais sobre esse importante assunto.

incêndio em home office

O ano de 2020 foi marcado pela pandemia do novo Coronavírus, que trouxe muitas transformações em todos os cenários mundiais. Uma das mudanças foi a consolidação de uma prática que já era uma tendência: o trabalho remoto. Com isso, questões como adaptação dos ambientes e segurança ganharam ainda mais destaque, como é o caso dos incêndios em home office.

Mesmo estando em alta há um tempo, essa modalidade de serviço ainda é uma novidade para muitas pessoas. Por isso, preparamos este artigo para compartilhar um pouco mais sobre os riscos e como prevenir os incêndios em home office. Continue a leitura e saiba mais!

Incêndio em home office: confira alguns dados

De acordo com a Pesquisa Gestão de Pessoas na Crise COVID-19, em 2020, 46% das empresas brasileiras adotaram o trabalho remoto. Essa foi uma saída que elas encontraram para continuarem atendendo aos seus clientes e, claro, para evitar demissões e fechamentos. Porém, como tudo aconteceu muito rápido, muitas organizações não estavam preparadas para isso. Nem os colaboradores! Por isso, os riscos de incêndio em home office aumentaram.

Para se ter uma ideia, vamos expor alguns dados do Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica – 2021, feito pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel). Conforme o relatório, em 2020, o Brasil registrou 583 incêndios originados por sobrecarga de energia e curto-circuito. Desses, 309 aconteceram em casas ou apartamentos residenciais. Ainda, é importante destacar que 344 desses acidentes, foram por causa da instalação elétrica interna.

O que esses dados nos mostram? Com o trabalho remoto, houve um aumento no consumo de energia elétrica e muitas das residências não estavam preparadas para isso! Na sequência, você conhecerá alguns dos riscos encontrados nas casas.

Principais causas de incêndio em casa

De modo geral, as residências são classificadas como ambientes com risco de incêndio leve a médio. É o que dizem diversas Instruções Técnicas estaduais e a norma que é base para todas: ABNT NBR 10897:2020. Porém, mesmo sendo moderada a chance de acidente com fogo, ele pode acontecer, como mostramos no tópico acima.

Os riscos de incêndio em home office são os mesmos que os de uma residência. É claro que com o uso mais intenso de eletricidade, há maior ameaça de acidentes. Entretanto, essa não é a única causa, como você pode conferir em seguida.

eBook: Sprinklers: O guia essencial

Instalações elétricas

Como já mencionamos, essa é uma das maiores causas dos acidentes com fogo nas residências. Instalações mal feitas, antigas ou depredadas, assim como sobrecarga elétrica, merecem cuidados.

Deixar aparelhos elétricos muito tempo ligados, sem ventilação, é uma prática que pode sobrecarregar a rede. Além disso, o benjamin, conhecido como “T”, que liga diversos dispositivos a uma única tomada, é um dos causadores de incêndio em home office. O incêndio ocorre, pois muitas residências não estão com a rede projetada para suportar o funcionamento de vários eletrônicos ao mesmo tempo.

Inflamáveis e panelas

O trabalho remoto pode ter outras preocupações comuns do dia a dia doméstico. Isqueiros, velas e, até mesmo, o fogão, precisam de atenção! Principalmente se o ambiente for compartilhado com outras pessoas, como as crianças. O uso por “brincadeira” ou descuido, de um simples fósforo pode resultar em um acidente com chamas.

Outro detalhe que necessita de cuidado redobrado está na cozinha: as panelas. Muitos incêndios se iniciam porque um indivíduo as esquece no fogão. Especialmente, as que têm óleo quente, que queimam rapidamente, provocando a criação de labaredas.

Inclusive, fritar algum pedaço de carne, batatas e outras coisas congeladas pode resultar em fogo. Isso porque o óleo e a água não se misturam. Assim, quando o primeiro está com uma temperatura muito elevada e recebe água, esta afunda e volta de forma gasosa à superfície, podendo originar um incêndio.

Álcool 70% líquido e em gel

Um dos itens indispensáveis na luta contra a Covid-19 é o álcool 70% para a higienização das mãos e dos objetos. Porém, ele é uma substância inflamável e pode provocar acidentes com fogo. Tanto que, conforme uma reportagem do Estadão, de 2002, o líquido foi retirado das prateleiras naquele ano por conta do alto número de incêndios residenciais.

Atualmente, ele é fundamental para a nossa nova rotina. Mas, devido à falta de costume, muitas pessoas acabam fazendo a assepsia das suas mãos e, em seguida, acendendo um cigarro, por exemplo. Uma faísca qualquer de fogo em contato com a substância que ainda não evaporou, é o suficiente para provocar um incêndio.

Já o álcool em gel pode necessitar de mais atenção! Isso porque ele tem uma chama quase invisível quando acontece sua combustão. Assim, a interação de qualquer objeto inflamável, como uma toalha, nessa situação, pode resultar em fogo.

Dicas para evitar os incêndios em home office

Mesmo diante desses riscos citados acima, é possível evitar um incêndio em home office. O primeiro passo é se conscientizar de que é necessário redobrar os cuidados, especialmente, se o seu trabalho remoto exige o uso de dispositivos eletrônicos. Além disso:

  • se as tomadas da sua casa são 10A, não tente ligar um dispositivo de 20A, nem com adaptador. Opte por substituí-las e, assim, ajustar seu novo ambiente de trabalho;
  • não deixe panelas no fogo e ferros de passar roupa ligadossem supervisão. Também, evite as velas acesas perto de materiais combustíveis, como toalhas;
  • não ligue vários equipamentos em uma só tomada;
  • nada de deixar celulares e computadores ligados por longos períodos na tomada. Lembre-se, também, de desligá-los quando estiver na hora de dormir;
  • tenha equipamentos de proteção contra incêndios, como extintores e detectores de fumaças. Talvez, em um futuro próximo, a utilização de sprinklerspara proteger residências contra incêndios se torne uma realidade também no Brasil;
  • deixe em mãos os números de emergência: disque 193 para chamar os bombeiros.

Portanto, podemos concluir que, com uma nova realidade, os riscos de incêndio em residências tendem a aumentar devido à associação do home office. Para entender melhor o funcionamento dos detectores de fumaça e como eles funcionam, leia o nosso conteúdo no blog.

eBook: Sprinklers: O guia essencial
Compartilhe:

Deixe um comentário

BNDES
ABSpk
Reliable
ABNT
FM
UL
Assine nossa Newsletter:
×