NOTÍCIAS & EVENTOS

17 de dezembro de 2019 / Por / 0 Comentário

SKOP ALERTA: Conheça DUAS pegadinhas comerciais em relação à Certificação de Sprinklers.

No mercado de sprinklers ou qualquer outro que possua equipamentos certificados temos uma característica fundamental: a marca da certificadora atribui aos sprinklers certificados, em uma mesma classificação, o mesmo nível técnico, independentemente do local de fabricação.

Conheça DUAS pegadinhas comerciais

ALERTA 1 – É proibido, ou não recomendável, instalar sprinklers certificados, de fabricantes diferentes, em um mesmo empreendimento?

Não. Do ponto de vista técnico, sprinklers certificados atendem plenamente aos requisitos de projeto e de Normas Técnicas mesmo que sejam de fabricantes diferentes. Por exemplo: nada impede que o sprinkler do fabricante “A” seja instalado na área de exposição de um mercado atacadista e o sprinkler do fabricante “B” seja instalado na área de estocagem do mesmo empreendimento. Como veremos ao longo do artigo, a Marca de Certificação nivela tecnicamente sprinklers de diferentes fabricantes.

ALERTA 2 – UL/FM é uma marca de certificação?

Não. UL e FM são marcas de certificação distintas, tratam-se de empresas diferentes. Não existe uma certificadora “ULFM”. O que existe são equipamentos que possuem certificação tanto da UL como também da FM. Esta questão será melhor esclarecida no texto abaixo.

  • A National Fire Protection Association, no capítulo 7 da Norma NFPA13-2019, preconiza que o sprinkler seja certificado e cita como opções a UL e FM.

O que é uma certificadora de produtos e qual a sua importância?

É uma “[…] empresa especializada, denominada “terceira parte”, […], isto é, uma empresa certificadora independente, experiente e capacitada para auditar o processo […]” (VIANA, 2018). Ou seja, através das marcas de certificação o mercado tem a comunicação oficial de que determinado produto atende aos critérios da Norma Técnica de produto. Normalmente cada certificadora possui sua própria Norma Técnica: UL199, FM2000 e NBR16400 são exemplos disso. Todas as Normas citadas apresentam um patamar técnico bastante semelhante. Sobre a ABNT NBR16400:2018, podemos afirmar que “[…] hoje temos uma norma brasileira de produto alinhada com os padrões internacionais de qualidade para avaliação de chuveiros automáticos de proteção contra incêndio” (DE PAULA, 2014, p. 28).

Quais as referências de certificação de sprinkler no Brasil?

Atualmente, as referências no quesito certificação de sprinklers e que utilizam o modelo cinco de certificação, onde o processo de fabricação também precisa ser certificado através da ISO9001, são:

  • ULbr – Underwriters Laboratories do Brasil;
  • FM – Factory Mutual Aprroval; e
  • ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas.

A ABNT e a ULbr certificam os sprinklers brasileiros através dos critérios da Norma ABNT NBR 16400:2018, que desde 2015 alçou o Brasil ao nível técnico das Normas internacionais. Já a FM certifica produtos através de ensaios em seus próprios laboratórios nos EUA e segue os critérios de Norma própria, a FM2000.

eBook: Sprinklers: O guia essencial

Caso o leitor queira conhecer mais sobre a Norma Brasileira de Sprinkler e seu porte frente às Normas Internacionais, sugerimos a literatura abaixo, especialmente na seção 2.1.

Apresentação e análise da nova norma ABNT NBR 16400:2015

Outro texto importante é o que demonstra que todo o encaminhamento da legislação brasileira culmina com a indicação da Norma de Produto como referência última para o mercado.

Leis determinam: apenas sprinklers conforme a Norma ABNT NBR 16400:2018 podem ser aplicados em São Paulo

Certificadora de produtos e fabricante de sprinklers: qual a relação entre as duas?

No mercado de sprinklers ou qualquer outro que possua equipamentos certificados temos uma característica fundamental: a marca da certificadora atribui aos sprinklers certificados, em uma mesma classificação, o mesmo nível técnico, independentemente do local de fabricação. Lembrando que todo o processo de fabricação de sprinklers certificados, também são igualmente certificados através da ISO9001. Desta forma, um sprinkler brasileiro que possua certificação FM, por exemplo, possui o mesmo padrão técnico (produto + fabricação) de qualquer outro que possua a mesma marca de certificação, ainda que fabricado nos EUA, Alemanha, Austrália ou qualquer outro país.

Percebemos, ainda, as seguintes associações relacionadas às Marcas de Certificação e à Marca do Fabricante:

  • Marca da Certificadora: Relaciona-se à isenção, credibilidade em auditoria, knowhow em sprinklers, conformidade com Normas Técnicas e garantia de qualidade; e
  • Marca da Empresa: Relaciona-se com credibilidade no mercado, serviços, atendimento, preço, prazo e ética.

Uma vez que a marca de certificação confere às Marcas das Empresas uma equiparação técnica (para sprinklers de uma mesma classificação, por exemplo: spray, ESFR, CMDA, etc), a atenção do mercado se voltará às condições ofertadas por cada empresa (fabricante ou distribuidor), tais como: preço, prazo, atendimento, credibilidade no mercado entre outros critérios tidos como importantes para o comprador.

Podemos exemplificar a questão da equalização técnica pegando equivalentes técnicos de diferentes fabricantes que possuam certificação FM. Para isto, utilizaremos sprinklers com as seguintes características:

  • Cobertura padrão;
  • Pendente;
  • 6 (K80)
  • 68°C;
  • Resposta rápida;
FABRICANTE MODELO CERTIFICAÇÃO
SKOP JCR QR H1568 CR FM (e outras)
RELIABLE F1 FR 56 (SIN RA1414) FM (e outras)
TYCO TY-FRB (SIN TY323) FM (e outras)
GLOBE GL-QR (SIN 5601) FM (e outras)
VIKING VK302 FM (e outras)
VICTAULIC V2708 FM (e outras)


Saiba mais sobre certificação

Neste artigo procuramos registrar informações importantes sobre como a certificação de sprinklers faz com os produtos dos mais variados fabricantes estejam num mesmo nível técnico, porém o assunto é bem mais extenso e caso você deseje se aprofundar um pouco mais, deixaremos aqui embaixo alguns links de outros artigos que também falam sobre o assunto.

Quantos e quais são os ensaios para certificação de um sprinkler no Brasil?

Entenda a importância da Certificação de Sprinklers

Certificação de sprinklers

UL alerta sobre sprinklers falsificados comercializados no mercado internacional

Qualidade do sprinkler certificado X Riscos ao sair da fábrica

A qualidade invisível

 

REFERÊNCIAS

VIANA, B. M. G. [recurso eletrônico] Apresentação e análise da nova norma ABNT NBR16400:2015: enfim uma sólida base técnica para a construção de um mercado confiável / Braulio das Mercês Gonçalves Viana. – São Paulo: Instituto Sprinkler Brasil, 2018. p. 134.

PAULA, D. J. Aceitação de Sistemas de Sprinklers – Requisitos e critérios mínimos de avaliação para liberação do uso e operação de sistemas de sprinklers / Deives Junior de Paula – Publicações do Prêmio Instituto Sprinkler Brasil. São Paulo, 2014. p. 28.

eBook: Sprinklers: O guia essencial

Compartilhe:

Deixe um comentário

BNDES
Reliable
ABNT
ABSpk
FM
UL
Assine nossa Newsletter: