NOTÍCIAS & EVENTOS

27 de junho de 2019 / Por / 0 Comentário

Como saber se preciso instalar hidrante na minha edificação?

Um sistema de hidrante é um suprimento de água com uma pressão suficiente e fluxo entregue através de tubos ao longo de um edifício para uma rede estrategicamente localizada de válvulas para fins de combate a incêndios.

Como saber se preciso instalar hidrante na minha edificação

Apesar do grande desenvolvimento de sistemas alternativos de extinção de incêndios, o meio mais comumente usado para extinguir o fogo é a água. Em muitos casos, a água é usada diretamente como agente extintor, como complemento na geração de espuma ou, ainda, para criar uma “parede de água” que protege a vida humana e a saúde da radiação térmica. Além disso, a água ajuda a esfriar estruturas para evitar o aumento dos desastres causados pelo fogo.

Mas, é impossível implementar todos os passos acima na ausência de fornecimento de água e tubulações especiais nas edificações para entregar a água ao ponto requerido. Mesmo quando se utiliza apenas água como agente extintor para o sucesso das operações são necessários tanques de extinção de incêndio (reserva técnicas), tubulação de água e hidrantes ou outro sistema que utilize a água, como a rede de sprinklers.

O que são hidrantes?

Um sistema de hidrante é uma medida de segurança ou equipamento de emergência necessário em alguns edifícios, que compreende uma série de componentes que, quando montados juntos, fornecem uma fonte de água para auxiliar os agentes de combate ao incêndio durante um incidente.

Colocando de outra forma, um sistema de hidrante é um suprimento de água com uma pressão suficiente e fluxo entregue através de tubos ao longo de um edifício para uma rede estrategicamente localizada de válvulas para fins de combate a incêndios.

Em algumas circunstâncias, a água de um sistema de hidrante também pode ser compartilhada com outras medidas de segurança, como sistemas de sprinklers automáticos.

No Brasil, apesar de seu tempo de edição, a NBR 13.714:2000 é a Norma que estabelece as provisões para um sistema de hidrante necessário em edifícios, na medida necessária para facilitar as necessidades dos bombeiros nas operações de combate a incêndio. As instruções Técnicas dos Corpos de Bombeiros, especialmente a IT-22:2018 do CBPM do estado de São Paulo, são fontes de informação mais atualizadas sobre esses sistemas.

Os sistemas de hidrantes de incêndio compreendem os seguintes componentes primários:

  • Abastecimento de água e armazenamento;
  • Tubagem e válvulas;
  • Conjunto de bombas;
  • Mangueiras.

Preciso instalar hidrante na minha edificação?

Cada estado possui sua própria legislação contra incêndio. Dessa forma, dependendo da localização da edificação, a exigência ou não de hidrantes pode variar. A legislação estadual regulamenta a instalação do sistema de hidrantes e outros mecanismos de prevenção e combate a incêndios.

Além da legislação estadual (Ex.: IT-22 do CBPMESP), você poderá consultar a NBR 13.714 da ABNT, já citada anteriormente, que regulamenta os Sistemas de Combate a Incêndio por Hidrantes

Mas, para resumir o que dizem as regulamentações sobre o assunto, em geral, a necessidade dos hidrantes em uma edificação dependerá de quatro tipos de classificações que enquadram o empreendimento quanto a sua:

1. Ocupação

A primeira classificação a ser feita é quanto a OCUPAÇÃO da edificação. Para isso fazemos uso da Tabela D.1 da NBR 13.714 da ABNT, que faz referência quanto ao tipo de sistema de hidrante que poderá ser utilizado na edificação. Vale lembrar que a tabela 1 do Regulamento de Segurança Contra Incêndio do estado de São Paulo é bem mais atualizada neste quesito.

2. Área construída

A maioria das legislações de segurança contra incêndio e pânico dos estados brasileiros faz menção à necessidade da instalação de sistema de hidrante, observando-se o risco da edificação, e principalmente a ÁREA CONSTRUÍDA e a altura da edificação.

3. Altura

Como mencionado na classificação anterior, a ALTURA da edificação também é levada em consideração na análise de risco de incêndio de um empreendimento. Quanto mais alta for a edificação, mais equipamentos e sistemas de segurança contra incêndio ela precisará.

4. Carga de incêndio

Segundo a ABNT NBR 14432:2001, a CARGA DE INCÊNDIO é a “soma das energias caloríficas que poderiam ser liberadas pela combustão completa de todos os materiais combustíveis em um espaço, inclusive os revestimentos das paredes divisórias, pisos e tetos”.

Sabendo-se qual a carga de incêndio de uma edificação, será possível classificá-la quanto ao seu risco de incêndio. Para isso, é preciso mensurar todos os materiais combustíveis existentes na edificação. Essa análise deve ser feita por um projetista especialista.

Agora que você possui mais informações para ajudar a definir se uma edificação precisa de hidrante, aproveite e leia nosso post sobre as principais medidas de proteção ativa contra incêndios e saiba se você precisará de algum outro sistema, além do de hidrantes!

eBook: Sprinklers: O guia essencial
Compartilhe: 0

Deixe um comentário

BNDES
Reliable
ABNT
ABSpk
FM
UL
Assine nossa Newsletter: